“Funchal Sempre à Frente” assegura balcão dos CTT em todas as Freguesias do concelho

31-08-2021
“Funchal Sempre à Frente” assegura balcão dos CTT em todas as Freguesias do concelho
A candidatura “Funchal Sempre à Frente” conseguiu fechar um acordo, em reunião com a administração dos CTT, que permite o alargamento do serviço postal a todas as Casas do Povo e às Juntas de Freguesia do concelho do Funchal.

Pedro Calado anunciou, esta terça-feira, o compromisso assumido entre as partes, em assegurar um balcão em todas as freguesias do concelho. Ficou também acertado alargar o horário de funcionamento durante todo o dia.

Hoje, na Casa do Povo de São Gonçalo onde já funciona um balcão dos CTT., Pedro Calado deu os parabéns pelo trabalho que esta instituição, com dois anos e meio de existência, tem feito pela freguesia. 

«Para além de toda a sua dinâmica social, tem dado um grande apoio a toda a população na prestação de serviços de correio», enalteceu o candidato.

Neste contrato de parceria a candidatura “Funchal Sempre à Frente” conseguiu uma comparticipação financeira, aliviando os encargos das instituições que vão ficar com um balcão dos CTT.
Dá como exemplo o que se passa na Casa do Povo de São Gonçalo. 

«Os CTT estavam a utilizar estas instalações  sem comparticipação financeira. O que se conseguiu foi que pagassem pelo menos um funcionário que vai dar apoio ao balcão. Desta forma, vamos aliviar financeiramente a Casa do Povo e este compromisso estende-se a todas as outras instituições. É um custo que passa a ser feito pelos CTT. Por exemplo, a Casa do Povo de São Gonçalo tem cerca 800 movimentos mensais e, neste momento, é prestada uma pequena  percentagem financeira  em função  do número de serviços  realizados. Agora passa a ser diferente», explicou. 

Neste acordo foi conseguido outro benefício para a população mais idosa. Os CTT vão voltar assegurar o pagamento  os vales das pensões e reformas. Para Pedro Calado, «trata-se de um passo à frente que vai facilitar os idosos que se viam quase obrigados a ter uma conta para que as pensões fossem pagas por transferência bancária». 

«O objectivo deste acordo com os CTT foi chegar mais rápido à população idosa dando-lhes mais condições de serviço, conseguimos  apoiar financeiramente  as Casas do Povo que ganham mais autonomia financeira e  alargar  o serviço postal a todas as Juntas de Freguesia  e Casas do Povo. No fundo cobrir todo o concelho do Funchal, prestando aos idosos um melhor  serviço , com mais qualidade, mais rápido e com outra dignidade», sintetizou Pedro Calado, sobre esta mais-valia para a população sénior.