Notícias

‘Funchal Sempre à Frente’ vai investir nas acessibilidades das Zonas Altas do Funchal

‘Funchal Sempre à Frente’ vai investir nas acessibilidades das Zonas Altas do Funchal

21-09-2021
As obras já estão identificadas nas freguesias de Santo António, São Roque e Monte

A melhoria das acessibilidades e a criação de estacionamentos nas Zonas Altas das Freguesias do Funchal, nomeadamente, em Santo António, São Roque e Monte, mas também Santa Maria Maior e São Gonçalo, são prioridades do programa de Pedro Calado e do “Funchal Sempre à Frente”, em articulação com os programas apresentados pelas equipas candidatas às Juntas de Freguesia. 

Sobretudo nas Freguesias de Santo António, São Roque e Monte, são prementes estas intervenções, que são também reivindicações da população e dos executivos das Juntas de Freguesia, em exercício, que há oito anos aguardam por obras que a actual vereação da Câmara Municipal do Funchal nunca concretiza. 

Para Santo António, destaca-se, na melhoria das acessibilidades e dos estacionamentos, em Santo António, particularmente nas Zonas Altas, onde reside muita população, que estão já identificadas as principais obras viárias necessárias para proporcionar melhores acessos, mais mobilidade, melhores transportes públicos e mais qualidade de vida, para quem vive ou tem que passar por Santo António.

Estas obras, incluem o alargamento do Caminho do Trapiche e do Caminho do Jamboto, a ligação entre os diversos lombos da Freguesia, bem como alargamento de becos e veredas, o que não só irá permitir um melhor acesso das pessoas às suas habitações, como também o acesso de viaturas de emergência.

Já em São Roque, note-se igualmente a criação e bolsas de estacionamento nas Zonas Altas, uma será no Sítio do Miradouro, a repavimentação de várias estradas, o alargamento de vários caminhos, tais como, Travessa do Galeão, Caminho Antigo do Galeão e Beco da Bugiaria. 

Para o Monte, destaca-se o o alargamento do Caminho dos Saltos, entre a Casa do Povo e a Estrada dos Marmeleiros, melhorar o caminho da Torrinha, solucionar a questão do trânsito na Estrada dos Marmeleiros, junto ao Largo da Fonte e no Caminho das Babosas, bem como criar novos acessos às habitações.
Câmara Municipal do Funchal «deixou a causa animal ao abandono»

Câmara Municipal do Funchal «deixou a causa animal ao abandono»

19-09-2021
Nádia Coelho, candidata a vereadora à Câmara Municipal do Funchal, foi a representante do ‘Funchal Sempre à Frente’ num debate ‘on-line’ sobre a causa animal organizado pela deputada da Assembleia da República, Cristina Rodrigues.

Nádia Coelho realçou a proposta de criação de um Plano Estratégico Municipal para a Causa Animal, com medidas integradas que permitam melhorar a actual situação. «Foram oito anos em que a inércia do actual executivo deixou literalmente a causa animal ao abandono”, afirmou.

«Não posso deixar de referir também que não deixa de ser estranho a ausência da coligação Confiança. Aliás, o abandono da causa animal acho que fica bem patente neste debate. Não comparecem porque certamente têm vergonha de nada ter para apresentar, nem trabalho feito, nem propostas para o futuro, criticou a candidata a vereadora.

Sobre o Plano Estratégico Municipal para a Causa Animal, Nádia Coelho elencou algumas das medidas previstas, como a realização de campanhas educativas para a consciencialização da sociedade, especialmente nas camadas mais jovens e nos idosos, a realização de campanhas de esterilização massiva, estabelecendo sinergias com todas as juntas de freguesia, o lançamento de programas de adoção conscientes e campanhas de vacinação com acompanhamento do veterinário municipal, e um programa de teleconsultas veterinárias gratuitas para animais registados.

Nádia Coelho criticou ainda o facto de a autarquia não ter um veterinário municipal, acrescentando que com a candidatura ‘Funchal Sempre à Frente’ isso será alterado. Serão ainda melhoradas as infraestruturas municipais, será feito o reforço dos protocolos com entidades privadas para promover a proteção e o cuidado com os animais e serão criadas as condições para a concretização do crematório animal.
“Funchal Sempre à Frente” garante apoio aos carreiros do Monte

“Funchal Sempre à Frente” garante apoio aos carreiros do Monte

19-09-2021
Pedro Calado assume o compromisso de atender às reivindicações dos carreiros do Monte, logo que assuma a presidência da Câmara Municipal do Funchal. 

O compromisso de Pedro Calado e do “Funchal Sempre à Frente” foi assumido numa acção de campanha, no Monte, em contacto com os trabalhadores em foram ouvidas algumas das suas preocupações às quais o actual executivo camarário não tem dado a melhor resposta.

Nomeadamente a questão da manutenção da estrada por onde descem os carros de cesto, muros em risco de cair e levar à interrupção da actividade e ainda problemas com o saneamento básico nas instalações sanitárias.

Os carreiros pedem maior segurança através da colocação de uma lomba de alcatrão junto ao restaurante Rústico e a manutenção regular do caminho do Monte porque, segundo afirmam, tapar os buracos não é solução. Referem que por vezes acontecem pequenos acidentes que podem ser graves e prejudicar a actividade no geral. «O piso tem de estar sempre em bom funcionamento», alertam. 

Pedro Calado manifestou total disponibilidade para, em conjunto com a Junta de Freguesia do Monte, trabalhar e ajudar a resolver os problemas que são alvo de grande preocupação neste momento para os carreiros, profissionais que levam a imagem da Madeira e do Funchal a todo o mundo e que, segundo referiu a actual e novamente candidata a presidente de Junta de Freguesia, Idalina Silva, merecem condições de trabalho condignas.

Eis algumas das propostas a implementar no Monte: a reorganização do trânsito nas Babosas-Caminho do Monte onde está situada a partida dos carros de cesto; criar um sentido ascendente no caminho de Ferro, com percurso empedrado em frente ao Colégio do Infante; criar um estacionamento de motas no ponto de partida dos carreiros e fazer a canalização de esgotos na casa de banho dos carreiros são algumas das medidas.
“Funchal Sempre à Frente” vai investir entre sete a oito milhões de euros em seis projectos de mobilidade para o Funchal

“Funchal Sempre à Frente” vai investir entre sete a oito milhões de euros em seis projectos de mobilidade para o Funchal

19-09-2021
Pedro Calado anunciou, hoje, em conferência de imprensa, que a implementação dos seis projectos de mobilidade no concelho implicam um investimento municipal entre os 7 e os 8 milhões de euros.

O objectivo dos projectos apresentados ao longo da semana é criar novas zonas de descongestionamento nas entradas e nas saídas da via rápida, facilitando assim as entradas e saídas do Funchal

Os projectos apresentados passam por alterações no Nó do Esmeraldo, Nó da Boa Nova, Nó do Pilar, Nó de Santa Luzia, Nó de Santo António e Nó da Pestana Júnior e estão prontos para serem executados em dois anos, permitindo uma melhor acessibilidade ao centro da cidade. 

O trânsito apresenta-se cada vez mais condicionado no Funchal. «O Funchal tem hoje 106 mil habitantes e são mais de 50 mil pessoas que vêm trabalhar e fazer a sua vida no centro da cidade e que utilizam as vias rápidas e estas são as nossas soluções depois do levantamento feito», explicou Pedro Calado.

Até agora, foram oito anos de marasmo sem que o actual executivo camarário apresentasse soluções, reforçou Pedro Calado, sublinhando que «hoje, para termos uma cidade em crescimento, para termos uma cidade atractiva em termos de investimento, é preciso resolver o problema de mobilidade e ter uma melhor acessibilidade».

O “Funchal Sempre à Frente” também defende uma boa rede de transportes públicos e mais estacionamentos na cidade do Funchal.
Pedro Calado alerta eleitores para as “trafulhices” socialistas

Pedro Calado alerta eleitores para as “trafulhices” socialistas

19-09-2021
“Funchal Sempre à Frente” antecipa estratégia de António Costa

Pedro Calado criticou António Costa durante a apresentação do seu programa à população, ontem à noite, nas Quebradas, São Martinho. E denunciou as «falsas» promessas, as «vergonhas» e as «aldrabices» que o primeiro-ministro tem feito à Madeira. Uma postura socialista que entende estar presente também na actual gestão camarária. 

O secretário-geral do PS vem à Região, na próxima segunda-feira, para participar na campanha dos socialistas. «Vem dar uma ajudinha ao Miguel Silva Gouveia porque ele sozinho não consegue chegar lá», ironiza o candidato do “Funchal Sempre à Frente’” que alerta o eleitorado para não se deixar enganar com mais mentiras. Pedro Calado está convicto que António Costa vem à Madeira anunciar milhões do Plano de Recuperação e Resiliência (PRR) para o Funchal.

Sobre a actual gestão municipal, Pedro Calado enumerou diversas situações, já que, «durante oito anos, o executivo de Miguel Silva Gouveia não fez nada» mas bastou que o “Funchal Sempre à Frente” começasse a campanha para a Câmara Municipal deliberar «tudo aquilo que nós temos vindo a prometer à população». 

«Nós dizemos numa semana que vamos ajudar os comerciantes da baixa do Funchal, reduzir as taxas municipais, acabar com a exploração que existe com os trabalhadores do Mercado Municipal dos Lavradores, e vem o senhor Miguel Silva Gouveia a correr uma semana depois e aprova uma deliberação da CMF, com as medidas que nós anunciamos à população. Nós dizemos que o trânsito está mal que é preciso alterar, lá vem o senhor Miguel Gouveia a correr para fazer uma deliberação. Vai um grupo de bombeiros falar connosco dizer que há mais de dois anos estão à espera de uma progressão de carreira e vai o senhor Miguel Gouveia a correr, fazer uma deliberação para apoiar os bombeiros. Mas estamos a brincar com o povo? É assim que se gere os destinos de um concelho como o do Funchal?», questionou Pedro Calado.

Pedro Calado que antes estivera pela freguesia de São Martinho em contacto directo com os eleitores, referiu também que ainda não assumiu a presidência da CMF e em tão pouco tempo já está a conseguir resolver tantos problemas. Para o candidato isto é um bom sinal. «Agora imaginem no dia 27, quando pusermos os pés na CMF, deixa de haver problemas», sublinhou, apelando ao voto no “Funchal Sempre à Frente”.